sábado, 27 de março de 2010

Como dar brilho à peças de açúcar



Basicamente, existem 4 maneiras de dar brilho à modelagens, flores e qualquer outra peça feita em açúcar, até mesmo um bolo coberto com pasta americana.
A primeira maneira, é a mais básica e mais fácil de se fazer e normalmente é usada quando se quer um brilho bem exagerado. Costumo usar esse método quando quero imitar vidro, ou quando faço alguma folha que tem brilho bem forte. Para fazê-lo, basta comprar uma geléia de brilho de ÓTIMA qualidade (normalmente uso as importadas, as nacionais são muito aguadas e isso pode danificar a peça de açúcar) e aplicar na peça com o auxílio de um pincel. A única desvantagem desse método é que a geléia de brilho não seca e a superfície sempre ficará "melada". O brilho é permanente.
A segunda maneira é feita somente em folhas e pétalas e seu brilho dura em média apenas um dia. Após fazer sua folha/pétala, pinte-a com corante em pó fosco (petal/powder dust) e depois passe um pouco de corante em pó metalizado (luster or pearl dust) no mesmo tom de verde que usou no corante em pó fosco e depois leve a folha/pétala para o vapor (use uma chaleira) e passe a folha até vê-la brilhar, retire do vapor e pronto.
A terceira maneira é usando um verniz comestível caseiro, eleé feito normalmente com um pouco de gelatina, glucose e água e deve-se usá-lo quando em geral quer se dar brilho as peças. O seu uso pode substituir o uso de geléia de brilho, e a vantagem é que esse verniz seca.
A quarta e a MELHOR maneira de se dar brilho às peças é se usando o veniz industrializado comestível (confectioners varnish/glaze). Infelizmente, esse veniz não é comercializado no Brasil, pois nenhuma indústria nacional o produz e nenhuma importadora o importa. Durante muito tempo as únicas marcas no mercado mundial era o veniz da inglesa Squires Kitchen "Confectioner's Glaze" (na versão para ser aplicado com pincel) e o da marca suissa FABILO Laqueur ( versão aerosol). Se não me engano, em 2007, a norte-americana CK lançou também o verniz na versão para pincel. Quem quiser comprar pode adiquirir só indo mesmo até o país de origem desses produtos ou pedindo para alguém de lá que esteja vindo ao Brasil trazer na mala, pois como o verniz é inflamável, as lojas não despacham esse produto para pedidos internacionais. O seu uso é bem abrangente, para tudo que quiser dar brilho, use esse verniz, tem secagem rápida e seu brilho é duradouro. Para brilho natural e intenso, use o verniz puro, se quiser que tenha um brilho mais fraco, você pode diluir o verniz em álcool de cereais na graduação de brilho que desejar. Esse verniz é também muito usado com Isomalte, dando às peças de isomalte maior durabilidade e brilho. Se você tem uma peça em isomalte e deseja que ela dure e brilhe bastante tmpo, passe uma camada de verniz comestível, pois ele cria uma camada protetora impedindo que o oxigênio e o vapor d'água entre em contato o isomalte, fazendo-o estrgar mais rápido. O verniz comestível é contituído basicamente de ÁCOOL ISOPROPILICO e SHELLAC, falaremos sobre as partes:
- ÁLCOOL ISOPROPILICO: é um alcool secundário isômero do 2-propanol. É altamente inflamável e volátil, e se ingerido em grandes quantidades pode ser tóxico. Sua vantagem em relação ao alcool de cereais (alcool etílico) é que tem maior poder de dissolução e é mais volátil (seca mais rápido), sua desvantagem é que se inalar por muito tempo pode causar tonturas. Não se preocupe, quando se ingere uma peça de açúcar que tenha uma camada de verniz, não se ingere o álccol, pois este já evaporou, acaba-se ingerindo apenas o Shellac.
- SHELLAC: o shellac tem várias e diversas aplicações e não só na indústria alimentícia. Ele é uma resina natural (polímero, asseme-lha a um termoplástico) secretada pela fêmea de um tipo de inseto, o Laccifer Lacca Kerr. Esse inseto é comum em florestas da Índia e Thailândia, e normalmente shellac é vendido puro na forma de flocos. Existem vários tons de shellac que varia desde de um tom creme até um laranja bem esuro, também é vendido na foma de verniz para madeira e verniz comestível quando está dissolvido em álcool. O que determina se será comestível ou não é se o processo de fabricação respeita ou não as normas de vigilância sanitária. Além do uso na confeitaria, as indústrias de confeitos e indústrias farmaceuticas também usam o shellac para dar brilho em seus conefeitos e pílulas quando assim desejam. Só para ressaltar, o Shellac é totalmente comestível e atóxico. Além disso, Shellac tem usos em outros diversos tipos de setores da economia, que vai desde de o setor automobilístico até o alimentício.


Uma pequena dica: sempre após usar o verniz comestível com um pincel, deixe-o de molho em alcool de cereais antes de lavá-lo, pois assim, você consegue retirar todo o resíduo de verniz, se lavá-lo diretamente na água, você estraga seu pincel. A Squires Kitchen e a CK possuem alccois específicos para esse uso, e esse também pode ser usado pra diluir o verniz.


Espero que tenham gostado do assunto!

Bjus!
No próximo assunto técnico trataremos do Isomalte e Caramelo!

12 comentários:

  1. Bela aula! :) Seu Blog é lindo assim como as coisas que faz! Parabéns!
    Bj
    Dani

    ResponderExcluir
  2. Amei seu blog !!parabéns!!!
    quero muito aprender a fazer as flores
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá, excelente as explicaçoes e inforamçoes. O Blog é maravilhoso e serei uma visitante assídua. Gostaria, se possível, de saber quais as proporções de gelatina, glucose e água para se obter o verniz sugerido na terceira opção.
    Desde já ficarei mto agradecida.

    Fátima - Natal/RN

    ResponderExcluir
  4. H’a uma receita para preparar esse verniz comestível em casa, já que o acesso 'e tão difícil?
    Maria Julia Sampaio

    ResponderExcluir
  5. adorei suas dicas,acho legal pessoas que gostam de dividar suas dadivas com as outras vc é um mestre nas artes do açuca.vc podia indicar um site confiavel para poder compra Tragacanto?
    esse Tragacanto é igual a gelatina comum que agente ta acostumado a usar para fazer a pasta americana???

    ResponderExcluir
  6. eu postei essa pergunta do site, onde encontrar Tragacanto. para vc como anonima,rsrsrs.esqueci de perguntar daqueles papeis coloridos que colocam nos bolos,tbem só importados??

    ResponderExcluir
  7. Vc é nota mil, um dia vou fazer curso com vc, PARABENS....

    ResponderExcluir
  8. Tudo muito lindo , um sonho fazer esse curso !Parabéns !

    ResponderExcluir
  9. Realmente no Brasil nao podemos conseguir este otimos produtos para podermos fazer nossas flores de acucar.Sei o quando 'e dificil trabalharmos com material precario,perdemos tempo e tempo e' dinheiro,principalmente em um trabalho tao minucioso que 'e fazer as flores de acucar.
    Moro na Australia e tenho uma empresa de importacao/exportacao no Brasil aqui eu faco sugar flowers ,cakes e muitos cursos de atualizacao nesta area que amo muito e otimos materiais sao essenciais para uma otima finalizacao do produto .Tenho acesso a estes otimos produtos,da qual estou com a representacao dos mesmo para poder importar para o Brasil.
    Caso alguem ou voce mesmo tenha interesse envie-me um email e entrarei em contato.
    Tomo a liberdade de deixar meu blog e em meu blog estarei mencionando o otimo trabalho que com orgulho mostro a todos por aqui.
    meu blog : http://lucienemasironi.blogspot.com
    meu email: lucienemasironi@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Adorei o blog!
    E as dicas também!! Eu preciso fazer um bolo falso e queria passar um verniz.
    Porque acho que bolo feito com biscuit fica muito pesado e fica na cara que é falso..
    Gosto de fazer coisas que aparentam mais naturais.
    Sempre que faço bolo falso, eu acabo retirando a pasta americana depois.
    Nesse caso vai ser um lindo bolo de casamento, gostaria de passar um verniz pra deixar ele protegido, não mofar a pasta e deixar ele bem sequinho com brilho fosco.
    Esses que você comentou, serve??
    Em um lugar que fiz curso, lá tinha bolos falsos de pasta americanas que foram aplicados verniz.
    Fico aguardando uma resposta por aqui ou por e-mail
    apm_docesebolos@hotmail.com
    Um abraço!!!!
    E parabéns pelo blog!!!

    Alessandra P. Mesquita

    ResponderExcluir
  11. Olá, hoje navegando pela net e matando algumas curiosidades, me deparei 2 vezes com seu blog e explicando detalhadamente a resposta que procurava. Parabéns pelo seu trabalho, como artista e com divulgador de tantas técnicas legais que exitem no mundo da confeitaria. Simplesmente amei. Preciso somente de uma ajuda, esse verniz serve para ser usado no chocolate? Muito obrigada. Meu email é kr.dias@hotmail,com.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Olá. Parabéns peo seu trabalho. Sou sua fã...Gostaria, se possível, de saber quais as proporções de gelatina, glucose e água para se obter o verniz sugerido na terceira opção.
    Agradeço muito e que Deus lhe abençoe grandemente!
    Rosiane
    e-mail: rosiane.ce@gmail.com

    ResponderExcluir